M&A de Ativos Florestais

 

M&A de Ativos Florestais

O que é M&A?

M&A é a sigla para o termo Merges and Acquisitions, ou Fusões e Aquisições, em português. É uma atividade oferecida por instituições que trabalham com investment banking, área de negócios que ajuda empresas a acessar mercados de capitais para expandir seus negócios ou levantar recursos para cobrir alguma necessidade operacional.

Como funciona um M&A de Ativos Florestais?

As operações de M&A podem ser aplicadas aos ativos florestais em diferentes formas de transação, seja pela aquisição, que é a compra do controle acionário de uma empresa por outra, ou pela fusão, onde as empresas se associam para formar um novo empreendimento ou manter a identidade da empresa detentora do ativo, porém, aprimorando sua gestão e eficiência.

Por que realizar um M&A de Ativos Florestais?

O objetivo principal da ideia de transacionar ativos florestais em operações de M&A é criar estruturas de negócio que solucionem necessidades particulares das empresas envolvidas e que alavanquem seu crescimento, aumentando sua competitividade em determinados mercados e permitindo profissionalização e ganho de eficiência na gestão dos ativos florestais.


Saiba como é feito um M&A de Ativos Florestais




Veja os 6 passos para um M&A de Ativos Florestais!


As empresas brasileiras de base florestal têm experimentado novas estratégias para capitalização de seus ativos ao longo dos últimos 20 anos. Os ativos florestais são vistos hoje por instituições financeiras como uma possível forma de alocação de investimento de seus clientes, pois estão vinculados à uma cadeia industrial com um mercado consolidado, razão pela qual têm despontado em operações de M&A. Confira mais em nosso e-book!



Fusões e Aquisições (M&A) e Investimentos no setor florestal brasileiro

O setor florestal brasileiro é palco de operações de fusões e aquisições, unindo indústrias do setor e detentores de ativos que buscam investimentos, a gestores e fundos de investimento que buscam rentabilizar o capital através de investimentos em ativos florestais. No nosso novo artigo, nossos diretores falam sobre o M&A de ativos florestais, confira agora!


Conheça os Autores


Marcelo SchmidMarcelo Schmid é engenheiro florestal, advogado, mestre em economia e política florestal. Atua há 20 anos como consultor nas áreas florestal e ambiental, tendo desenvolvido centenas projetos em todo o Brasil e no exterior.

É professor em cursos de pós graduação na área de meio ambiente e direito ambiental, com destaque à Escola Superior de Advocacia – ESA/OAB e Associação dos Advogados de São Paulo – AASP. É um dos especialistas do Verified Carbon Standard (VCS) nas áreas de Reduced Emission from Degradatiaon and Deforestation (REDD) e Improved Forest Management (IFM). Marcelo é sócio-diretor do Grupo Index e diretor de negócios para a América Latina da Forest2Market do Brasil.

Especialidades: Mercado Florestal, Questões Legais, Appraisal, Due Diligence

Redes sociais


Rodrigo de AlmeidaRodrigo de Almeida conta com experiência internacional em serviços de orientação em transações e avaliações empresariais, atuando desde 2003 como consultor de projetos nos setores florestal, energia, óleo e gás, coordenando mais de 1000 projetos para instituições públicas e privadas em todo Brasil com destaque para áreas de energias renováveis, fusões e aquisições, sustentabilidade e mudanças climáticas.

Rodrigo foi coordenador do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária no Centro Universitário FAE e professor na área de Gestão Ambiental e Sustentabilidade para os cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia Mecânica e Administração.

Especialidades: Mercado de Carbono, Valuation, Negociação e Business Intelligence.

Redes sociais   


Fernando é diretor da Index Florestal, empresa do Grupo Index focada no gerenciamento florestal, inventário florestal, análise ambiental e due diligences. Trabalhou em mais de 700 projetos de consultoria florestal, e desde 2007 está envolvido em mais de 25 projetos de M&A no setor florestal em todo o Brasil, coordenando due diligences, inventários florestais, análises GIS, estruturação empresarial e estudos de mercado.

Fernando é membro do Conselho Estadual do Meio Ambiente do Paraná (CEMA/PR), da Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (APRE), do Conselho Regional de Biologia do Paraná (CRbio 07) e do Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Paraná (CERH/PR).

Especialidades:Licenciamento florestal e ambiental, Inteligência empresarial, Avaliações

Redes sociais: